domingo, 9 de setembro de 2012

Dúvidas de católicos respondidas por católico

Na comunidade Apologética Católica, no Orkut, surgiu as seguintes questões que transcrevo a seguir:

1º Parece uma dúvida sem sentido, quais são as situações fora da Missa  que pode comungar o Corpo e o Sangue do Senhor? E quais são as que não podem?
2º E quando a pessoa quer se confessar e não encontra sacerdote? Ela pode comungar na intenção de procurar um qndo houver possibilidade?

Resposta:

1- A Comunhão pode ser recebida em qualquer momento, desde que não passe de duas vezes ao dia. Exceto se for o viático. Não necessariamente precisa ser na Missa.

2- Se a pessoa estiver em pecado mortal não pode receber a Comunhão em hipótese alguma. Exceto em perigo de morte e após ter desejado ardentemente um ato de contrição perfeita.

E o que é um ato de contrição perfeita?

A contrição (dor de ter pecado) pode ser natural (causada por situações meramente naturais. Por exemplo: uma pessoa se arrepende de ter matado outra porque causou grande dor na mãe da pessoa assassinada e apenas por isso) ou sobrenatural (quando causada pela dor de ter ofendido a Deus). Entre a contrição sobrenatural temos a contrição perfeita (causada unica e exclusivamente pela dor de ter ofendido a Deus e assim traído esse Amor que se tem pelo criador) e a contrição imperfeita (que é a dor por medo da pena que se deve a Deus pelos pecados).

A contrição imperfeita é a necessária para que se possa obter o perdão dos pecados pela confissão. Fora da confissão só obtemos o perdão dos pecados pela contrição perfeita.

Com a contrição perfeita temos que ter muito cuidado, pois nunca temos certeza se a tivemos ou não! Só Deus o sabe. Em caso de emergência temos que nos esforçar para tê-la. E para tê-la é necessário: ter a dor de ter ofendido a Deus apenas por ter traído esse Amor com que Ele amou (e não pela pena devida. Por medo do inferno, por exemplo) e o verdadeiro desejo de se confessar o mais rápido possível caso tenha a oportunidade no futuro.

3 comentários:

  1. Quanto à primeira: a segunda comunhão só dentro da Missa e a tendo assistido completamente.

    Quanto à segunda: nem em perigo de morte, e mesmo achando ter feito uma contrição perfeita se pode comungar em confissão!

    ResponderExcluir
  2. Quanto a primeira é verdade, eu esqueci desse detalhe, mas no grupo do orkut já retifiquei minha resposta.

    Quanto a segunda o cân. 916 diz que se pode comungar estando em grave necessidade e não conseguindo se confessar, obrigando assim um ato de contrição perfeita.

    ResponderExcluir
  3. Não serão aceitos comentários anônimos!

    ResponderExcluir